UNICEF faz tributo a vida e trabalho de seu embaixador da Boa Vontade Richard Attenborough

Falecido no último domingo (24), o diretor de “Ghandi” contribuiu com importantes campanhas de sensibilização e arrecadação de doações para o Fundo da ONU para a Infância (UNICEF) desde 1987.

O diretor Sir Richard Attenborough foi apresentado como embaixador da Boa Vontade do UNICEF em 28 de setembro de 1987. Foto: ONU/Milton Grant

O diretor Sir Richard Attenborough foi apresentado como embaixador da Boa Vontade do UNICEF em 28 de setembro de 1987. Foto: ONU/Milton Grant

Com a morte de Richard Attenborough, “o mundo não só perdeu uma grande voz, mas uma grande alma”, disse o diretor executivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Anthony Lake, realizando uma homenagem ao embaixador da Boa Vontade da agência, que faleceu no último domingo (24), aos 90 anos.

“Lord Attenborough tocou a vida de milhões de pessoas como os seus notáveis filmes, e através de suas viagens e trabalho como embaixador da Boa Vontade do UNICEF, ele mudou a vida de incontáveis crianças. Nos juntamos aos seus inúmeros admiradores no ato de honrar sua vida e lamentar sua perda”, disse Lake.

Attenborough era um dos principais atores britânicos e renomado diretor, vencedor de dois prêmios Oscar. Desde 1987, ele atuava como Embaixador da Boa Vontade do UNICEF, parceria que nasceu durante as filmagens de “Gandhi” na Índia e “Um Grito de Liberdade”, no Zimbábue, onde entrou em contato com o trabalho da agência nesses países.

Durante a estreia de ambos os filmes, o diretor organizou sessões exclusivas para angariar fundos para a agência, conseguindo, apenas com o lançamento de “Gandhi”, mais de 1 milhão de dólares para o UNICEF. O seu compromisso também incluiu diversas viagens a países africanos e engajamento em campanhas políticas e de sensibilização sobre os direitos das crianças.

Anúncios

Surto de cólera no Sudão do Sul já deixou mais de 670 mortos só na capital

O surto de cólera no Sudão do Sul, a nação mais jovem do mundo, já custou a vida de mais de 670 pessoas somente na sua capital, Juba, segundo informe das Nações Unidas divulgado esta semana.

Diante desses índices, oficiais da Organização tiveram que recalcular o volume de recursos necessários para abordar a situação.

Civis buscam refúgio em unidades da ONU no Sudão do Sul. Foto: UNMISS

Civis buscam refúgio em unidades da ONU no Sudão do Sul. Foto: UNMISS

O Sudão do Sul também sofre com uma crise de violência desde dezembro de 2013, o que complica ainda mais os esforços humanitários.

Assista nesta reportagem: http://youtu.be/o_UEGjxNSJw

Saiba o que a ONU está fazendo para conter esta crise em www.onu.org.br/especial/sudao-do-sul

Shakira lança vídeo para a Copa do Mundo em apoio a iniciativa global da ONU de merenda escolar

Foto: reprodução do vídeo

Foto: reprodução do vídeo

Em apoio a uma iniciativa global da ONU de merenda escolar, o clipe da música “La La La (Brasil 2014)”, destaque do novo álbum de Shakira, foi gravado em parceria com o músico brasileiro Carlinhos Brown e lançado este mês.

Também participam do vídeo diversos jogadores, como o brasileiro Neymar e o argentino Lionel Messi, além de Sergio Aguero, Cesc Fábregas e Gerard Piqué.

Em parceria com a Activia, o clipe visa a apoiar o Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA) e sua iniciativa global de merenda escolar.

“’La La La (Brasil 2014)’ celebra a Copa do Mundo, um evento que tem uma capacidade sem precedentes de unir as pessoas e as nações. E eu queria aproveitar esta união para também aumentar a consciência e dar uma contribuição para a nutrição de crianças, apoiando o programa de refeições escolares do PMA, em conjunto com a Activia”, disse Shakira.

Além de adotar estratégias diversas para ampliar a nutrição global, buscando quebrar o ciclo da fome, o PMA leva assistência alimentar a mais de 90 milhões de pessoas em 80 países.

Saiba mais sobre a iniciativa e sobre como apoiar em www.wfp.org/shakira

A cultura africana está na voz de cada brasileira e brasileiro

O Dia da África ou a Semana da África, celebrado no dia 25 de maio, é um evento anual promovido pelas Delegações Africanas Permanentes perante a UNESCO, que visa a aumentar a visibilidade da África, destacando a diversidade de seu patrimônio cultural e artístico.

No Brasil, o Programa Brasil-África: Histórias Cruzadas celebra esse dia para promover o reconhecimento da importância da interseção da história e da cultura africana com a história e a cultura brasileira, buscando transformar as relações entre os diversos grupos étnico-raciais que formam o país.

Esta celebração é uma oportunidade para se organizar festividades culturais como exposições artísticas, filmes, apresentações, exposições gastronômicas e noites de gala. É também uma ocasião para se organizar conferências e debates sobre várias questões importantes a respeito do continente africano e das influências desse continente na história e na cultura brasileira.

(via UNESCO Brasil)